terça-feira, 22 de novembro de 2016

Desabafos
antigos...
                                                       O PEQUENO COMÉRCIO E
                                                             OS MAIS RICOS DO PAÍS


  Os primeiros chineses de que me recordo a fazerem comércio em Portugal eram os homens das "glavatas" de seda  ( a 5$00 ) ali por Almirante Reis - Praça do Chile, etç,. Hoje são miríades que infestam, tanto quanto sabemos, toda a Europa. Pelo menos naqueles países que têm acordos com o mais populoso do Mundo.
  Pela parte que nos toca, até que nem são muito prejudiciais  - vendem milhentas baratices, afinal compradas em Espanha ou nos nossos armazéns e fábricas   - .Mas as megas-grandes superfícies   (não é assim que se diz ? ), os Jumbos, os Continentes, etç, que são autênticos glutões da estuante vida que dantes se observava em pequenas artérias  comerciais por todo o país, bulem com a nossa indignação. E não venham cá com histórias de que são responsáveis pelo empregamento  de muita gente. São, de facto, mas há que fazer bem as contas pois se dão emprego a 1000 pessoas deixam no desemprego 3000 com a crise que provocam  no comércio tradicional que se vê obrigado a encerrar porque não pode competir. E não se julgue que por lá os preços são muito baratos, conversa. Eu vou lá por vezes e sei o que digo. Vou ao mercado, compro um quilo de carapaus,custa-me 3 euros. Vou ao super e lá são a 2 euros - pois, e quanto tempo têm de apanhados ? Vêm do Atlântico nordeste, pode ler-se. Cabecinha vermelha, olhos de quem passou a noite na borga na discoteca, sem qualquer garantia sobre o produto, enquanto os outros são fresquíssimos  da nossa Costa.
  O pior de tudo nesses grandes espaços comerciais, é a quantidade de dinheiro que distraidamente ali se gasta.! Entramos com a intenção de comprar uma caixa de fósforos e saímos com um carrão a transbordar de coisas que afinal nem nos fazem falta alguma. Alguns, metem  " o pau na muleta, e agitam-na frente aos nossos cândidos olhinhos   acenando-a com a isca do crédito bancário  - levas hoje e pagas para o outro mês - pois é...Pot isso o orçamento familiar vai abaixo em pouco tempo.É uma tentação dos diabos a que poucos resistem. Façam o favor de comparar os preços dos produtos comestíveis  ( e não só ) la de dentro com os de fora, depois verão...
... Pois, mas é chiquérrimo ir ao Centro mostrar a nova farpela ( que até nem está ainda paga ) !
   As grandes promoções e os anúncios feitos nas televisões que nos deixam os olhos esbugalhados! Toneladas de boletins e até jornais periódicos, tudo que deve custar fortunas, quem paga ? Como é possível? Como é possível ? Dizemos nós. Como é que a batata lá dentro é a 0,49 e cá fora a 0'50 ?
É que aquelas vêm bem embaladinhas  - e lá dentro vêm 3 ou 4  podres- .e o resto que você ingénuamente  carrega no saco e que não lhe interessava nada, quanto custou ? Quanto custaria no mercado tradicional, onde você apalpa, apalpa e remexe despudoradamente ?
  Outra coisa : lembra-se do livro do ponto ?, aquele, lá na merceariazinha do bairro, onde você ia  às mercas e dizia  "Ó Sr.Luis, aponte aí que o meu homem no fim da semana...  Nos super...
  Meus amigos, o Dr. Belmiro de Azevedo não é nenhum mecenas . Não é dono de grandes superfícies comerciais para estarem  a funcionar como instituições de caridade. Porque será que êle é o homem mais rico de Portugal, ou o 2º, ou o 3º  - vai dar ao mesmo. Porque será ?

Amanhã continuaremos.

Sem comentários:

Enviar um comentário