quarta-feira, 3 de setembro de 2014



( A um homem bom que pela vida foi enganado )

                                                                                                                               Por José Clarel

                               O  HORROROSO MUNDO DA DROGA
                                            
 INTRODUÇÃO


  O Mundo está em vias de extinção, é um facto.  O homem tudo faz  para que o apocalipse um dia revelado, em que o desaparecimento da Terra e do ser humano,se torne uma realidade medonha.  E todos os meios utilizados são de tal maneira evidentes que nem um cego deixa de os ver.  É, contudo,   maior cego o que de límpida visão se recusa a admitir porque, teimosamente, insiste em inventar os meios mais incríveis para se autodestruir.
   As medonhas guerras que tem assolado o Mundo desde que ele existe, fazem desaparecer milhões de seres humanos. O constante ataque inconsciente (?) às normas de proteção da esfera terrestre numa provocação insistente  aos seus limites e capacidade de suporte, tudo faz para não termos quaisquer dúvidas de que o FIM não está muito longe  e que não será ( de novo) que com uma simples “arca”  a humanidade se salvará.
   E mesmo nessa convicção o homem nada faz para atenuar a possibilidade de um fim catastrófico, antes pelo contrário, não percebendo que Deus já estará farto de que em Seu Nome, ou usando o Seu Nome, se venham cometendo  as maiores atrocidades e  cansado, acabe por permitir que a espécie humana encontre  a anunciada extinção           que procura incessantemente ao longo dos milénios.
   E um dos meios que o homem , para além das inconcebíveis guerras, tem utilizado nos últimos decénios para se autoflagelar, é a horrorosa utilização das drogas de alucinação que, supostamente usadas como tranquilizantes e escape para a depressão  que nos aflige, não passam mais do que um outro modo de se destruir cobardemente e, o pior de tudo , de destruir a própria família com o enorme sofrimento que lhes provoca.  E não haja dúvida, a definição é mesmo essa  -  cobardia , como cobardes e assassinos sem escrúpulos são todos aqueles que à custa dessa desgraça vivem na opulência e num fausto desmedido.
    Disso somos testemunhas e infelizmente de situações que diretamente nos têm tocado. Por esse motivo achamos que nunca é demais alertar a sociedade ainda consciente de como combater e prevenir esse flagelo, principalmente prevenir e não passar indiferente e egoisticamente a seu lado como se nada fosse, como se o problema não merecesse a sua atenção porque não lhes toca diretamente.  É que, quando menos um se apercebe, está irremediavelmente atolado num lamaçal sem saída.É nessa convicção que ao longo de alguns capítulos iremos tentar  “ viajar “ até esse horroroso mundo, que é o mundo da droga, que todos deveríamos combater impiedosamente para que o ser humano, embora caminhando “para o tal fim “ possa, no pouco tempo que ainda lhe resta, viver com alguma dignidade.
   Dedico estes humildes escritos a todos aqueles que lutam por esse flagelo e, principalmente, aqueles que desse mundo conseguiram libertar-se.
                                                    
                                                     - 1 -                                          
O HORROROSO MUNDO DA DROGA

Sem comentários:

Enviar um comentário